• 10/07/2020

Breaking News :

Seis pessoas são presas durante confronto entre manifestantes pró-democracia, bolsonaristas e PM na Avenida Paulista

Curta

Aproveite e

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Torcedores de futebol em ato pró-democracia na Avenida Paulista neste domingo (31) — Foto: Reprodução/TV Globo

Seis pessoas foram presas durante confronto entre manifestantes pró-democracia e pró-Bolsonaro e a Polícia Militar (PM), no domingo (31), na Avenida Paulista, Centro de São Paulo.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), uma das pessoas detidas permaneceu presa por roubo durante a confusão. Os demais foram liberados.

As pessoas detidas vão responder por crimes que vão de roubo, lesão corporal, desacato e ameaça. O caso foi registrado no 78 Distrito Policial (DP), nos Jardins.

Foram apreendidos três sprays de pimenta, uma faca e dois socos ingleses, além de um celular roubado.

PM usa bombas de gás em confronto com manifestantes na Avenida Paulista, em São Paulo — Foto: Reprodução/TV Globo

A Ouvidoria da Polícia aguarda um documento da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para apurar se os policiais militares cometeram excessos durante a ação para dispersar os manifestantes. Só depois é que o órgão se posicionará sobre que medidas tomará a respeito.

De qualquer maneira, a PM já instaurou inquérito policial militar, o IPM, para apurar a ação policial durante o confronto na Avenida Paulista.

Os PMs usaram bombas de gás de efeito moral para acabar com o confronto entre os grupos rivais. Há relatos de pessoas de que foram disparadas balas de borracha.

Segundo o coronel Álvaro Camilo, secretário executivo da Polícia Militar (PM), a ação dos policiais militares foi correta durante a dispersão. “A PM cumpriu seu papel de tentar não deixar os grupos rivais se encontrarem”, disse Camilo.

Ocorreram ao menos dois confrontos que desencadearam uma confusão que tomou conta da Avenida Paulista.

Manifestante pró-democracia (à esquerda) discute com manifestante bolsonarista na Avenida Paulista — Foto: Reprodução/Redes sociais

O primeiro foi entre bolsonaristas e torcedores. A polícia investiga se o estopim da briga teria sido a presença de bandeiras com símbolos ucranianos, também usados por neonazistas, que estavam com três apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O trio teria invadido o espaço dos torcedores e os provocado. Dando início ao tumulto, contido pela PM.

Ato organizado por torcidas na avenida Paulista em São Paulo — Foto: ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

O segundo confronto ocorreu entre policiais e torcedores. Após ficarem irritados, os torcedores tentaram avançar contra os policiais, que faziam um cordão de isolamento para separá-los dos bolsonaristas, segundo o coronel. Eles então teriam arremessado paus e pedras e a Polícia Militar usou bombas para dispersar o grupo e impedir seu avanço.

“A PM usou a força necessária”, justificou Camilo. Não há informações sobre pessoas feridas, segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP).

Manifestante a favor do presidente Jair Bolsonaro aponta bastão para torcedor de ato a favor da democracia e é conduzida por PM na Avenida Paulista, em São Paulo — Foto: Reprodução/Twitter

    Fonte:https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2020/06/01/seis-pessoas-sao-presas-durante-confronto-entre-manifestantes-pro-democracia-bolsonaristas-e-pm-na-avenida-paulista.ghtml

    Compartilhe no

    Share on whatsapp
    WhatsApp
    Share on telegram
    Telegram
    Share on facebook
    Facebook
    Share on twitter
    Twitter
    Share on linkedin
    LinkedIn

    Que tal deixar sua Opinião?

    Que tal deixar sua Opinião?